DASH*Comportamento

DAS COISAS QUE APRENDI COM A MATERNIDADE

Olá leitores, tudo bem? No post de hoje, a Marcela Ohana, CEO da Dash Uniformes , compartilhou com a gente um artigo muito emocionante sobre coisas que aprendeu com a maternidade, como ser uma mãe e administrar seu próprio negócio, como a maternidade influencia no seu trabalho e vice versa. Acredito que esse texto será muito importante para outras mães que também estão no mundo corporativo e poderão se identificar!

 “Varias vezes me peguei começando a escrever esse artigo. E cada vez eu começo de uma forma diferente. Andei refletindo sobre isso e resolvi escrever mesmo não tendo certeza.

Essa é uma das coisas que a gente aprende com a maternidade: a gente não sabe de nada. Sério. Nada mesmo. Os filhos chegam e tiram todas as certezas que você acreditava ter. 

E o melhor: você não vai se importar. Pelo menos eu nao me importo. Com tantas coisas pra fazer, você não vai ligar pra muita coisa que ligava antes. sua segurança em vc mesmo vai aumentar muuuito. Eu acredito em mim agora de uma forma tão grande, que se vc me mandar correr uma maratona sem treinar, eu vou.

Experimentar novos estilos de roupas que antes eu tinha medo de não parecer chic ou na moda, comer coisas pela metade, tomar banho em 3 minutos, trabalhar as 3 da manhã, ter dor nas costas… a lista das coisas que mudaram, é enorme. Mas não se equipara ao amor.

Quando me falavam eu não acreditava. Ser mãe me transformou em um clichê ambulante. Acredito em um mundo melhor, quero comer melhor por eles, construir uma vida linda, pra eles. O meu vira nosso em uma fração de segundo.

Falava assim: Nossa, esse povo que fica mostrando foto de filho em reunião, nunca vi coisa mais chata.

Hoje eu não começo uma reunião sem mostrar a última foto do dia. Pago língua toda hora!

Ser mãe me transformou em uma pessoa melhor. Em uma CEO melhor. Hoje eu priorizo meu tempo, delego, afago, vibro. Tudo na intensidade necessária.

E as coisas fluem. Impressionante. Tudo flui. E quando não flui, a gente empurra e vai mesmo assim.

Mudar. Talvez essa seja a lição pra mim. Eu mudei e com isso o mundo a minha volta está mudando. Como estar a frente de uma empresa, com dois filhos menores de dois anos e não estabelecer horários flexíveis pra todo mundo?

Como não pensar em criar roupas que facilitem a vida das pessoas para que elas gastem seu tempo com quem realmente importa?

Ajudar as pessoas para que elas se descubram e sintam confortáveis na própria pele das oito às dezoito deveria ser prioridade hoje.

Afinal, é isso que a gente deseja quando tem filhos: nada além do amor. Pra eles, pro mundo, pra todos.”

Tem um relato também e quer compartilhar? Conta pra gente pelos comentários!
Abraços e até mais.

Join the discussion

  1. Marisa Paula

    Amei a leitura de sua experiência com a maternidade Marcela Ohana.
    Me sinto assim, em transformações todos os dias, e uma força que realmente não se pode ser comparada. Talvez realmente somos super mulheres maravilha rsrs… a dinâmica de agilizar tudo ao nosso redor com serenidade nos torna seres especiais com AMOR maior do mundo, mundo que realmente queremos melhor por toda essa geração… Viva a maternidade e trabalho que nos move e realiza a vida!!!

    • Dash Uniformes

      Obrigada pelo comentário Marisa! <3, Todas as mamães por aí realmente são super mulheres maravilhas!

  2. Micheli Oliveira

    Gente… é impressionante, na primeira entrevista com a Marcela ela me disse ” eu achava um saco o povo mostrando foto dos filhos “…. Eu pensei…espera um pouquinho. Rsrsrsrs…eu eu fico admirada com a dedicação, o entusiasmo com que ela fala sobre as conquistas do Ben na escolinha….
    Engraçado que eu também como mãe de dois meninos em outra fase, vejo que muitas coisas ainda estão por vir e parecem bobas, mas ficamos muito mais apaixonadas, o primeiro dentinho que caí, os conflitos na escola, e muitos outros que virão…e realmente…nós tornamos cada vez mais fortes, mais amorosas, empatia putz isso a flor da pelr, porque no final sabemos muito bem as doçuras e dores da maternidade…. A todas as mães ….sejam sempre fortes, corajosa e doces…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.